Distributed Denial of Service, em português como Negação Distribuída de Serviço, é um dos piores tipos de ataque cibernético que tem como propósito sobrecarregar um servidor ou um computador, consumir seus recursos, como memória e processamento, e fazê-lo ficar indisponível para acesso de qualquer usuário conectado na Internet.

DDOS é um ataque que tem uma proporção gigantesca, devido ao fato de recrutar vários computadores para distribuir e coordenar ataques a um alvo especifico, sobrecarregando todo o sistema, deixando-o fora do ar.

Como Funciona um Ataque DDOS

Um ataque DDOS não tem como objetivo roubar dados ou informações. Seu objetivo é tirar do ar um servidor através da sobrecarga de acessos e requisições, fazendo com que um ou mais sites fiquem mais lentos, até impossibilitar o acesso.

É interessante pensarmos sobre essa diferenciação, porque as táticas usadas no DDOS, assim como em outros ataques, precisam ser compreendidas entendendo o objetivo, a estratégia, inteligência e meio utilizado.

A efetividade do DDOS se caracteriza através do envio maciço de pacotes ao servidor alvo, aumentando tanto o tráfego de dados, a ponto de causar o esgotamento da banda para outros usuários, levando à indisponibilidade do serviço.

O atacante consegue esse volume tão grande de envio de pacotes porque está utilizando várias máquinas para executar tal ação.

Essa estratégia é conhecida como botnet, que é uma rede de computadores infectados, controlados pelo atacante, e que, quando recebem o comando, disparam uma chuva de dados para esse alvo.

É por essa razão que o DDOS é um ataque de negação de serviço distribuído. A definição explica o fato do ataque utilizar várias máquinas para sua aplicação. Os computadores infectados são chamados de zumbis, ou botnets.

Explicando de maneira um bem simples, esses computadores formam um exército que responderá aos comandos do hacker por trás da operação.  Vários meios podem ser utilizados para “recrutar” os soldados.

Os hackers podem utilizar senhas padrões para acessar dispositivos como roteadores, que costumam vir com senhas de fábrica,onde muitas pessoas não têm a preocupação em alterá-las.

Agora que entendemos o que é e como funciona o DDOS, no próximo post vamos entender os tipos diferentes de DDOS.