Você já ouviu falar em BYOD? Se ainda não, você tem que conhecer essa tendência mundial para agilizar sua estrutura de TI e, ao mesmo tempo, reduzir custos. E se você já conhece, precisa entender quais os desafios dessa solução e como resolvê-los.

Seja qual for o seu caso, este artigo é para você! É hora de ficar por dentro de tudo sobre a implementação do BYOD na sua empresa!

O que é BYOD?

Essa é uma sigla de Bring Your Own Device, ou “Traga o seu próprio dispositivo”, em português.

O nome não podia ser mais literal. A ideia por trás dessa solução é que os funcionários do setor de TI usem seus aparelhos pessoais, como celulares, tablets e notebooks, para a realização de trabalhos corporativos.

Por que o BYOD é uma tendência?

O BYOD vem sendo adotado por equipes de TI no mundo inteiro e com velocidade impressionante. Essa é uma tendência que ganhou força pelo aumento de capacidade dos dispositivos móveis, mas que se mantém por uma outra série de vantagens:

Redução de custos

Com o BYOD, os custos do setor de TI são drasticamente reduzidos. Como os aparelhos são dos funcionários, as atualizações de hardware naturalmente passam a ser investimentos deles próprios.

Além disso, usar aparelhos pessoais significa menos gastos com compra e manutenção de equipamento interno.

Flexibilidade

A liberdade de usar o próprio dispositivo dá ao funcionário de TI a capacidade de trabalhar da forma que ele achar melhor, seja de casa ou em horários alternativos.

Aparelhos pessoais também são mais familiares ao usuário, o que facilita o trabalho e diminui o tempo perdido com adaptação.

Desempenho

Vamos encarar a realidade: hoje, poucas empresas têm a capacidade de oferecer uma estrutura de ponta para todos os seus funcionários.

O mais comum é que os dispositivos pessoais da equipe de TI sejam bem mais avançados que os computadores do setor. Permitir o uso desses aparelhos é um ganho imediato em capacidade de processamento.

Quais são os desafios do BYOD e como contorná-los?

Mas apesar de todas as vantagens que essa tendência tem trazido para as equipes de TI, a implementação do BYOD traz desafios importantes.

Para te ajudar, listamos os principais obstáculos e as formas de contorná-los, para aproveitar ao máximo essa solução:

Produtividade

O primeiro desafio do BYOD tem a ver com uma das suas maiores vantagens. O uso de dispositivos pessoais garante ao funcionário a praticidade de trabalhar de onde quiser, mas também limita o controle produtivo do gerente de TI.

Com o BYOD, a equipe passa a trabalhar em um ambiente familiar e cheio de distrações, muitas vezes longe da empresa. É muito comum que, em um período de adaptação, haja uma queda de produtividade, suficiente para atrapalhar a operação do seu setor.

Como abordar o problema

É importante que a implementação seja feita junto com um sistema bem definido de produtividade e metas. É preciso discutir com sua equipe questões como privacidade, controle de horas de trabalho e horas extras.

Antes mesmo de girar a chave, crie uma política de uso clara para todos os funcionários e documentada, para que eles entendam seus deveres, direitos e limites.

Suporte técnico

A compra de equipamentos corporativos geralmente beneficia o suporte técnico. São compras em larga escala e padronizadas, tornando o ecossistema de TI único e bem integrado.

Um cenário assim é impossível depois do BYOD implementado. Cada profissional vai preferir usar um aparelho diferente, com um sistema operacional diferente, além de softwares e aplicativos de sua preferência.

Como abordar o problema

Já ficou provado nas implementações de BYOD pelo mundo que criar uma lista restrita e pré-definida de aparelhos permitidos é um objetivo irrealista, dada a velocidade com que os dispositivos são atualizados.

Também não dá para treinar uma equipe de suporte para todos os sistemas que existem. Por isso, a melhor forma de atacar esse desafio é misturar as duas coisas.

Estabeleça como meta o suporte aos principais dispositivos e sistemas, e incentive seus funcionários a seguirem nessas plataformas. Para facilitar ainda mais a integração da equipe e unificar seu sistema, aposte em soluções de nuvem, como SaaS e máquinas virtuais.

Acesso

O controle de acesso é complexo em uma estrutura de BYOD porque não há previsão exata de quantos e quais aparelhos estão conectados à empresa.

Um único funcionário pode ter quatro ou cinco aparelhos utilizando recursos de rede ao mesmo tempo. Esse número será variável na maioria dos dias e aparelhos vão deixar de ser usados enquanto novos dispositivos desconhecidos começam a acessar o sistema.

Como abordar o problema

O gerente de TI precisa de um planejamento especial para o uso da rede, contudo existem vários métodos para realizar esse controle.

É possível limitar o número de dispositivos por funcionário, estabelecer uma lista com requisitos de segurança mínimos para o acesso, ou até a obrigação de instalar softwares ou add-ons de controle em cada aparelho que quer se conectar.

Segurança

Com certeza, a segurança é o maior desafio do BYOD.

O uso de aparelhos pessoais torna todo o sistema mais vulnerável a ataques, além de tornar questões mais complexas, como privacidade, acesso a dados sensíveis, e até o roubo de propriedade intelectual e espionagem industrial.

Como abordar o problema

Acertar a mão nos níveis de segurança é um processo mais complexo no BYOD. Pouca intervenção pode colocar sua empresa em risco, enquanto muito controle pode prejudicar a produtividade da sua própria equipe. É muito importante que o gerente de TI saiba encontrar esse equilíbrio.

O uso de serviços de nuvem também é uma forma de integrar vários dispositivos diferentes em um ambiente único e, assim, ter o controle necessário sobre as atividades de todos os funcionários.

Se essas soluções não forem o suficiente, ainda é possível aproveitar a redução de custos que o BYOD traz para terceirizar a segurança da sua empresa, garantindo a saúde do seu sistema e ainda tirando o peso das costas da sua equipe — tempo que pode ser usado para outras demandas da operação.

Para cada desafio do BYOD existe uma solução e uma oportunidade de aumentar produtividade e reduzir custos. Agora é hora de analisar o seu caso e começar a planejar a implementação!

Se você quer mais informações e dicas para otimizar o TI da sua empresa, que tal assinar a nossa newsletter? Você receberá muitos outros artigos como este, diretamente no seu e-mail.