O papel do gestor de TI evoluiu bastante com o passar do tempo. Se antigamente suas únicas responsabilidades eram fazer a tecnologia funcionar e administrar uma infraestrutura sólida e capaz de apoiar os negócios, atualmente a profissão tem caráter holístico.

Cabe ao gestor de TI ter conhecimento mais profundo a respeito das operações e um entendimento completo do back office. O ponto positivo disso é que o gestor de TI da atualidade tem um papel estratégico não apenas com relação ao suporte das atividades comerciais, mas também no crescimento do negócio.

Suas capacidades foram estendidas e hoje abrangem o planejamento a longo prazo, a introdução de inovações e a escolha da tecnologia mais apropriada para cada área da empresa.

Tornar-se um gestor de sucesso, nesse cenário, é muito mais complicado e envolve o domínio de um conjunto variado de habilidades e qualificações técnicas. Entenda o que é preciso para destacar-se nessa área nos tópicos a seguir.

Boa leitura!

Obtenha a formação técnica de um gestor de TI

É comum que quem aspira ocupar o cargo de gestor de TI precise concluir, pelo menos, um bacharelado relacionado à computação. Embora existam situações em que um profissional pode ser contratado possuindo apenas nível técnico, o mais comum é que esses profissionais sejam:

  • graduados em Ciência ou Engenharia da Computação;
  • experientes em administração de redes, programação ou gestão de dados;
  • diplomados em algum tipo de especialização ou MBA; e
  • estejam constantemente atualizados e complementando os conhecimentos adquiridos na universidade.

Conquiste as certificações necessárias

Uma formação na área pode ser um bom começo, mas não é garantia de que você terá sucesso como gestor de TI. O mercado também avalia esses profissionais do ponto de vista das certificações que eles acumularam ao longo dos anos — por isso, pode ser uma boa ideia investir na obtenção delas.

Na atualidade, títulos como Certified SCRUM Master (CSM) são relevantes. No entanto, as certificações abaixo também podem fazer toda a diferença:

  • Certified in the Governance of Enterprise IT (CGEIT);
  • Microsoft Certified Solutions Developer (MCSD);
  • AWS Certified Solutions Architect — Professional; e
  • Certified in Risk and Information Systems Control (CRISC).

Ganhe experiência

Para se dar bem na gestão de TI, um profissional também precisa ter experiência. O trabalho em campo mostrará quais são as exigências mais frequentes da carreira e ensinarão você a lidar com os desafios que aparecerão pelo caminho.

Um recém-graduado raramente poderá obter um cargo de gestão porque, em geral, ele não terá nenhuma conquista para exibir. Então, alguns anos como analista de TI definitivamente precisarão constar no seu currículo. Os dados mercadológicos indicam que:

  • 67% dos gestores de TI têm a experiência mínima de seis anos;
  • gestores são aqueles profissionais que dedicaram tempo a desenvolver seus soft skills.

Dentre as características mais procuradas nos gestores de TI temos:

  • liderança;
  • capacidade de comunicar-se bem; e
  • talento para delegar tarefas.

Desenvolva a capacidade de liderar

Entrando nos soft skills que mencionamos acima, o primeiro que você precisará fomentar é a capacidade de exercer a liderança. Se, para algumas pessoas, isso vem naturalmente e elas se sentem confortáveis assumindo um papel de chefia, para outras é preciso um pouco mais de dedicação.

Felizmente, existem vários lugares nos quais você pode aprender a liderar:

No entanto, o melhor lugar para aprender a liderar é na prática profissional. Voluntarie-se para coordenar equipes e busque diversificar sua função na empresa em que está atualmente. Essa experiência ajudará você a entender se um cargo de gestão é o ideal para você e o que funciona — ou não — com um time de verdade.

Aprenda a ouvir as pessoas ao seu redor

Uma das características que diferenciam um bom gestor de um profissional mediano é a sua capacidade de ouvir. No entanto, não estamos falando de transformar-se em um ombro amigo que a sua equipe pode utilizar para ventilar quando não estiver se sentindo confiante.

O importante é compreender a melhor maneira de transmitir uma mensagem para cada um dos seus subordinados. Você provavelmente já teve chefes que eram bons comunicadores e outros que não. Inspire-se nas vivências do passado e tente construir o seu próprio estilo gerencial, considerando cuidadosamente o que pode trazer mais resultados.

As dicas a seguir podem ajudar:

  • tente tornar-se uma pessoa mais articulada;
  • invista na sua habilidade de comunicação por escrito; e
  • mude a maneira como se apresenta.

Lembre-se que sua postura será levada em consideração quando você estiver concorrendo a um cargo gerencial.

Continue buscando atualizações

Não há nada mais equivocado do que chegar a um cargo executivo, como a gestão de TI, e deixar de lado o seu conhecimento técnico. Todavia, é assim que muitas pessoas se comportam no mercado. Na sua nova carreira, é provável que você passará mais tempo em reuniões do que configurando servidores, mas isso não significa que você pode deixar de lado esses conhecimentos.

Um bom gestor deve saber exatamente o que a sua equipe está fazendo. Então, ele precisa continuar atualizado do ponto de vista técnico. Além disso, ele nunca sabe quando um de seus funcionários não conseguirá dar conta do recado. Por isso, precisa estar sempre apto a intervir.

Como gestor, ele ainda precisará lidar diariamente com vendedores tentando convencê-lo a usar novos produtos. Só com a atualização profissional ele poderá garantir que tomará sempre as decisões mais adequadas para o negócio.

O papel do gestor de TI foi impactado tão drasticamente pela transformação digital pois o departamento deixou de ser entendido como uma área geradora de custos e passou a ser visto como função essencial e um investimento.

Atualmente, a maioria das empresas já entendeu a necessidade de investir mais em TI e de observar cuidadosamente os retornos obtidos ali. É fácil perceber que esse novo gestor de TI poderá ser muito bem-sucedido se conseguir atualizar seus conhecimentos na velocidade que o mercado exige.

E aí, você acha que os profissionais da área corresponderão a essas expectativas? Compartilhe este texto nas redes sociais e dê início a esse diálogo!