Hoje o malware encontrar uma grande rede de possibilidades para acessar o seu computador e obter seus dados. Todos os dias surgem novos códigos maliciosos que procuram burlar os sistemas de segurança: estamos falando dos softwares maliciosos, é o famoso “malware”. No artigo, você verá 6 dicas para evitá-los.

Atualmente o malware  que mais recebe atenção dos pesquisadores e dos laboratórios de segurança da informação é o ransomware. O ransomware é um programa capaz de infectar diversos  sistemas operacionais e em seguida criptografar os dados pessoais ou sensíveis ao negócio de uma organização e impedindo o acesso às informações, para posteriormente exigir um valor monetário para o resgate dos dados.

Veja a seguir 6 dicas para evitar malwares em sua organização:

  1. Tenha o sistema operacional atualizado – É de extrema importância que os sistemas operacionais da sua organização estejam rigorosamente atualizados. As vulnerabilidades existentes em falhas de programação nos sistemas operacionais podem permitir o acesso remoto com privilégios administrativos, sem a necessidade de usuário e senha, assim como podem permitir a execução remota de código malicioso;
  2. Tenha uma solução de antivírus de mercado – Atualmente já existem soluções de antivírus que conseguem detectar a ação de ransomwares, impedindo que ele codifique os dados. Em muitos casos, o uso de uma solução adequada de antivírus, pode evitar que o malware entre em execução; 
  3. Tenha um sistema de firewall – Os sistemas de firewall podem ser uma solução efetiva para este problema, sejam os firewalls de borda sejam os firewalls dos próprios sistemas operacionais. Alguns firewalls incorporam sistemas de antivírus que analisam a navegação do usuário, impedindo que programas mal-intencionados cheguem a rede local por intermédio da navegação. Os firewalls de nova geração também são grandes aliados no combate desta ameaça. 
  4. Seja cuidadoso com uso de pendrives, CD’s e DVD’s – Se esses dispositivos estiverem infectados, o computador também ficará, e vice-versa. Por isso, é importante passar o antivírus nesses objetos antes de conectá-los. 
  5. Não clique em links suspeitos – Mesmo que eles sejam enviados por pessoas conhecidas. Muitas pessoas com computadores infectados não sabem que enviam essas informações prejudiciais por meio de rede sociais.
  6. Invista em soluções de antivírus corporativos – Se o seu caso for uma organização, prefira as soluções que possuam módulos específicos para a detecção do ransomware.

Uma dica extra é revise as regras do seu sistema de firewall constantemente, e, se for possível, não permita acesso direto a internet nos servidores; você pode também identificar o valor que a informação possui para o negócio. Se você tem dificuldades para atualizar as regras do seu firewall com as exigências de mercado conte com uma empresa especialista em segurança cibernética.