Com o grande crescimento da Tecnologia da Informação, o competitivo mercado de trabalho e as atuais necessidades das empresas, tirar uma certificação (ISC)²  significa ter a capacidade de conquistar espaço em corporações de todos os portes — afinal, onde há um departamento de TI, há também uma equipe responsável pela Segurança da Informação.

Mas o que é (ISC)²? Trata-se de um instituto sem fins lucrativos cujo o foco é oferecer treinamentos e certificados de Segurança, contando atualmente com mais de 90 mil profissionais certificados e uma sólida presença ao redor do mundo — em 25 anos de atuação, o instituto se encontra presente em mais de 135 países. Devido a essas credenciais e o grande reconhecimento por parte das grandes empresas, uma certificação (ISC)² é um diferencial para o currículo.

Porém, se você ainda não está muito seguro do quanto uma certificação (ISC)² pode fazer diferença em sua carreira, confira outras razões para investir em uma das mais requisitadas qualificações para profissionais de Segurança da Informação!

Maior competitividade de mercado

No Brasil, é muito comum nos depararmos com um certo panorama de mercado, do qual se tem muitas vagas disponíveis e pouquíssimos bons profissionais para preenchê-las. Em meio a uma forte crise econômica e um dos mais altos índices de desemprego da história, como pode faltar profissionais para preencher essas lacunas?

Os setores de TI, em especial, têm muitas dificuldades para contratar profissionais qualificados o suficiente para assumir um cargo. Isso porque o diploma de Ensino Superior não é suficiente para definir as qualidades técnicas de um candidato.

Considerando essa realidade, ter uma certificação pode ser um fator muito determinante para que você consiga uma boa colocação no mercado. É investir em algo que a maioria dos seus concorrentes ainda não têm, seja por receio de investir tempo e dinheiro num curso ou por não ter mesmo adquirido excelência.

O mercado de TI exige certificações

A Tecnologia da Informação é uma disciplina que oferece muitas alternativas para profissionais da área. Quando se ingressa numa universidade, por exemplo, o conteúdo abrangente mais auxilia na orientação profissional do que na própria capacitação, pois o próprio mercado de TI exige uma certificação.

Portanto, se você já determinou que a área de Segurança é a sua escolha para seguir carreira, o primeiro passo é trabalhar para mostrar às empresas do mundo todo que é um profissional capacitado. O primeiro passo para isso é realmente se capacitar, então, a solução é recorrer aos estudos e tirar uma certificação (ISC)² — elas são as mais requisitadas pelas empresas.

Atualização do currículo

A tecnologia é um meio muito dinâmico e seus profissionais precisam se manter sempre atualizados, afinal, mesmo em um mercado carente de perfis mais bem qualificados tecnicamente, tornar-se obsoleto é um risco tanto para a solidez na carreira quanto para lidar com o seguinte problema: sentir-se ultrapasso pelos mais novos profissionais do mercado.

Portanto, ao sentir-se como uma máquina de escrever diante do mais potente notebook do mercado, pense nas certificações como um verdadeiro upgrade. Além disso, ao retomar o foco nos estudos, você estará se reciclando e se tornando um profissional melhor.

Por quais certificações (ISC)² devo optar?

Há diferentes níveis de certificação (ISC)² disponíveis aos profissionais de Segurança. Isso significa que você, independentemente do nível de conhecimento na área, tanto poderá evoluir passo a passo nos cursos, como também alcançar o mais alto nível optando por uma certificação mais específica. Mas por qual delas você deve optar? Conheça um pouco mais sobre cada uma delas:

  • SSCP (System Security Certified Practitioner): é indicado para quem está iniciando na área de Segurança da Informação, em que o conhecimento mais abrangente e conceitos básicos são mais valorizados.
  • CISSP (Certified Information Systems Security Professional): este é o certificado mais valorizado quando o assunto é Segurança. Com ele, o profissional comprova ter um amplo conhecimento da área e maestria para gerenciar equipes.
  • CCSP (Certified Cloud Security Professional): a tendência é que haja um número cada vez maior de empresas migrando para a segurança em cloud computing, portanto, profissionais com certificação CCSP serão os primeiros a serem cobiçados por essas grandes corporações.

Deseja se preparar para adquirir a sua sonhada certificação (ISC)²? Conheça os cursos que oferecemos a você!