Segurança de Rede Corporativa

Uma recente pesquisa mundial do Garther revelou que, em 2018, o número de vítimas de ataques cibernéticos chegou a 42,4 milhões só aqui no Brasil, gerando um prejuízo aproximado de US$ 10,3 bilhões.

 

O risco desses ataques se tornam ainda maiores quando analisamos o cenário atual de usuários de internet no Brasil, que hoje, chega a 107,9 milhões, segundo a pesquisa TIC Domicílios 2016. Logo, com o crescimento do número de acessos à internet a cada ano, por diferentes meios — computadores, tablets, smartphones —, naturalmente aumentam as possibilidades dos crimes cibernéticos.

Com foi percebido, manter a segurança de redes corporativa não é uma tarefa fácil e a maioria das organizações possuem um grande problema ao lidar com os riscos, ameaças e suas contra medidas. É importante que as organizações mantenham profissionais especializados em Segurança Cibernética que sejam capazes de desenvolver e aplicar as políticas de segurança aos mais diversos dispositivos que divide a rede local da rede mundial de computadores.

“Hoje a internet é um ambiente no qual as regras de funcionamento são definidas em diversos protocolos, porém o comportamento humano não.”

 

Assim ameaças podem passar despercebidas pelas ferramentas de segurança sem que o administrador ou analista de segurança perceba e passam a coexistir juntamente com os dados de suma importância para o negócio.

Por isso quando uma empresa começa a pensar na proteção das informações confidenciais — das quais têm suma importância e transitam entre todos os departamentos — e no gerenciamento das mesmas, a disciplina de Segurança da Informação vem à tona para garantir a disponibilidade, confidencialidade e integridade dos dados.

Os elementos disponibilidade, confidencialidade e integridade, por sinal, são os fundamentos da disciplina de segurança da informação. Por meio desses fundamentos é que tudo acerca da segurança da informação, com todos os mecanismos, é desenvolvido. Confira a seguir com mais detalhes:

  • Disponibilidade: Essa é a garantia de que todas as informações estarão disponíveis, a todo e qualquer momento, para que usuários autorizados possam acessá-las. É poder contar sempre com a disponibilidade das informações;
  • Confidencialidade: A confiabilidade está ligada ao sigilo das informações. Isso significa estabelecer níveis de acesso a determinadas informações, ou seja, restringi-las e disponibilizá-las somente aos usuários devidamente autorizados (seja do ponto de vista hierárquico, seja do ponto que for estabelecido nas políticas de segurança);
  • Integridade: A integridade nada mais é que assegurar que as informações serão disponibilizadas na mesma forma que foram salvas. Mais precisamente, esse fundamento trata da proteção de dados, para que as informações não sejam violadas ou modificadas acidentalmente.

Agora que os fundamentos foram devidamente apresentados, veremos o que é Segurança da Informação na prática, isto é, quais são os mecanismos que promovem essas qualidades e benefícios da Segurança da Informação aos ambientes corporativos.

Sistemas de prevenção de intrusos, firewalls, prevenção contra perda de dados, gerenciamento de segurança da informação, DPI e Wireshark são só alguns dos aparelhos e aplicações necessários para defender uma rede corporativa contra ataques cada dia mais sofisticados.

Com tantos requisitos de hardware e de software para manter a rede segura, é comum que gestores de TI se sintam sobrecarregados e vejam seu orçamento estourar com tantos investimentos para proteger os dados da empresa. É nesse momento que a dúvida surge: não seria melhor optar pelo outsourcing de segurança da informação?

Benefícios da Segurança de Redes Corporativas

  • Gerenciamento de Tráfego WEB;
  • Integração com Active Directory;
  • Alta Disponibilidade de Links de Internet;
  • Prevenção contra Ameaças Avançadas (ransomware);
  • Filtro de Conteúdo WEB;
  • Antivírus de Gateway;
  • Alta Disponibilidade de Hardware;
  • Inspeção de Tráfego Criptografado;
  • Sistema de Prevenção Contra Intrusões;
  • Conectividade Segura (VPN);
  • Web Applications Firewall (WAF);
  • Confecção de Relatórios Gerenciais;
  • Gerenciamento Remoto de Infraestrutura.

Quanto risco sua empresa assume hoje?

Com a crescente evolução da tecnologia, está cada vez mais difícil manter a segurança dos ativos de T.I. Faça nosso teste e descubra quais riscos sua empresa está exposta...
Descobrir aqui!

Quais os benefícios do outsourcing de segurança da informação?

  • Reduzir custos e diminuir o orçamento: Para começar, o outsourcing de segurança da informação vai reduzir custos dentro da organização, uma vez que você não precisará montar seu próprio sistema de segurança. Empresas especializadas, como a Alerta Security, irão fornecer serviços de segurança em TI em formato de contratos muito mais interessantes, o que torna a aquisição de hardwares e softwares bem mais em conta. Além disso, os custos de manter uma equipe interna, como salários, benefícios e treinamento, são bem mais altos do que quando você contrata uma companhia que já conta com profissionais experientes e preparados.

  • Contar com maior expertise e experiência: Com o outsourcing, você contará com a expertise e experiência de uma equipe focada em resolver incidentes de segurança. Como essas empresas contam com profissionais que lidam com firewalls, VPNs e sistemas de detecção de intrusos a todo momento, é muito mais provável que eles tenham enfrentado o problema que afeta sua empresa em algum outro cliente. Dessa forma, elas podem solucioná-lo em questão de minutos, enquanto você ou qualquer um de sua equipe levaria horas tentando entender o que está acontecendo e como resolver.

  • Garantir maior foco no negócio: A segurança é prioridade e é um dos pontos que mais consome tempo do seu trabalho como gestor de TI. É preciso estar atento a diversos detalhes de sistemas e equipamentos para garanti-la, o que pode consumir um tempo considerável, que poderia ser gasto com outras melhorias para o negócio. É por isso que contar com o apoio de uma empresa terceirizada permitirá um foco maior em soluções que otimizem o core business da empresa, em vez de ficar a todo momento apagando incêndios e corrigindo problemas de segurança.

  • Poder contar com hardware atualizado: Hardwares ficam obsoletos rapidamente. Se você comprar um hardware hoje para hospedar seus servidores, provavelmente em três anos precisará gastar mais dinheiro para atualizar sua infraestrutura de TI — e aí, o investimento feito anteriormente vira um peso de papel. Por outro lado, se você terceiriza a gestão da sua segurança, poderá ter seu equipamento sempre atualizado.

manageengine
F5 Networks
tenable
kaspersky
security mentor
isc2
sophos

Últimas Notícias do Blog

Impulsione a Experiência do Usuário de Wi-Fi: Rápido, Seguro e Fácil de Gerenciar

Impulsione a Experiência do Usuário de Wi-Fi: Rápido, Seguro e Fácil de Gerenciar

Leia mais
Os sete principais riscos de segurança a serem analisados na adoção de aplicações SaaS

Os sete principais riscos de segurança a serem analisados na adoção de aplicações SaaS

Leia mais
Ransomware Snake paralisou indústrias no mundo todo

Ransomware Snake paralisou indústrias no mundo todo

Leia mais