Segurança das Operações de T.I.

Embora muito comentada por executivos e profissionais de TI, a transformação digital chegou para todas as empresas, porém são poucas as organizações que realmente utilizam seu real potencial. E é um engano pensar que temos que preparar as organizações para a transformação como se fosse algo que tivesse uma data certa para chegar. As operações de T.I. tiveram uma rápida evolução nos últimos anos, e diversas organizações não compreenderam que a sua indústria pode ainda não ter sido afetada, mas será em breve.

Essa mudança pode vir de um concorrente ou de algum mercado que faz parte do seu ecossistema. E essa preocupação constante exige dos departamentos de TI maior controle sobre os serviços que ele mantém, pois eles precisam atender às necessidades da organização, desenvolvendo soluções, implementando serviços e, acima de tudo, precisa avaliar os resultados monitorando a saúde, qualidade e disponibilidade da infraestrutura e de todos os serviços de TI.

“Essas tendências estão vinculadas aos aspectos da sociedade e dos negócios – e tudo terá impacto direto sobre a forma como a TI oferecerá serviços às companhias nos próximos cinco anos. A menos que os líderes de TI entendam como essas tendências estão surgindo e quais efeitos em cascata elas terão sobre as operações de Tecnologia da Informação, a influência sobre estratégia, planejamento e operações pode ser significante” afirma David Cappuccio, Vice-Presidente e Analista Emérito do Gartner.

Quando você observa mais de perto, as operações de TI terá em mãos um panorama completo da sua infraestrutura, permitindo que você e sua equipe possam identificar problemas e isolar a real causa de incidentes antes de atingir o usuário final. Sem o acompanhamento constante, os incidentes podem ser transparentes aos usuários gerando prejuízos a imagem da organização levando a perda de produtividade e/ou perda financeira.

O caminho para as operações de TI suportarem a transformação digital é garantir que algumas capacidades básicas sejam colocadas em prática, como por exemplo interatividade e facilidade de uso para os clientes internos e externos. Ao mesmo tempo, outra capacidade fundamental é atuar em ambientes heterogêneos, utilizando o que há de melhor em cada um deles, como por exemplo, a escalabilidade das nuvens públicas como AWS e Azure, sem perder os investimentos no ambiente privado.

Gerenciamento de Operações de TI

Quando se fala do gerenciamento das operações de TI, estamos abordando a gestão dos data centers, firewalls, gestão de ativos de usuários e de missão crítica. Por isso ao pensar nesse tipo de gerenciamento temos que seguir as seguintes etapas:

  • Planejamento: Mapear e criar o processo para tratamento dos incidentes, eventos, problema e acesso, definir recursos necessários, Software, Hardware e Recursos Humanos, definição de indicadores;
  • Execução: Implantação da Operação de TI, implantação dos processos, customização do software para controle de incidentes, eventos e problemas, fornecimento e treinamento de equipe;
  • Monitoração e Manutenção: Monitoramento dos indicadores, entrega de relatórios de desempenho e recomendações de melhoria.

Benefícios da Segurança das operações de T.I.

  • Inventário de hardware e software;
  • Gerenciamento, classificação e priorização de incidentes;
  • Análise dos impactos relacionados às mudanças;
  • Gerenciamento dos problemas conhecidos com definição de prioridades;
  • Visão ampla do funcionamento da infraestrutura;
  • Armazenamento das senhas de contas privilegiadas de forma segura.

Quanto risco sua empresa assume hoje?

Com a crescente evolução da tecnologia, está cada vez mais difícil manter a segurança dos ativos de T.I. Faça nosso teste e descubra quais riscos sua empresa está exposta...
Descobrir aqui!

4 principais tendências para as operação de TI segundo o Gartner

  • TI conduzida por negócios: Pesquisas recentes do Gartner mostram que até 29% dos gastos com TI provêm de unidades de negócios em vez da TI tradicional, e isso aumentará nos próximos anos. Essa TI conduzida por negócios foi, com frequência, um modo de contornar os processos tradicionais e lentos de TI. Atualmente, os principais líderes de TI reconhecem que a TI conduzida por negócios tem um valor real para a empresa e que o seu papel deve ser a construção de relacionamentos com os principais públicos de interesse da companhia, mantendo assim a TI central ciente de novos projetos e dos potenciais impactos que eles terão nas operações gerais em longo prazo;
  • IoT: A Internet das Coisas (IoT) mudará a forma como os futuros Data Centers são criados e gerenciados e como eles se desenvolvem como volumes massivos de fluxo de informações de dispositivos, constantemente ou periodicamente, para empresas, departamentos do Governo e agências ao redor do mundo. O departamento de I&O deve usar uma arquitetura de IoT que busque estratégias em longo prazo para IoT e Data Centers;
  • Gerenciamento de dispositivos remotos: Uma tendência crescente para muitas organizações com fábricas ou escritórios remotos é a necessidade de gerenciar ativos afastados de forma centralizada. Isso adquire mais importância conforme as empresas se concentram em suporte de Micro Data Center para fábricas regionais ou remotas e no papel emergente de ambientes de computação de ponta para requerimentos de computação geográfica como a IoT;
  • Novas funções em TI: Conforme a TI evolui para adotar as novas tendências, algumas novas posições serão necessárias dentro das classificações de infraestrutura e operações. Em primeiro lugar está o agente de TI em Nuvem, responsável por monitorar e gerenciar os vários provedores de serviços. O próximo é o arquiteto de IoT, encarregado de compreender o impacto potencial dos vários sistemas de IoT em Data Center. Ele também trabalhará com unidades de negócios para assegurar que as soluções de IoT de ciclo fechado sejam compatíveis com a arquitetura central ou que os protocolos mais comuns e estruturas de dados sejam usados.

F5 Networks
isc2
security mentor
kaspersky
sophos
manageengine
tenable

Últimas Notícias do Blog

Impulsione a Experiência do Usuário de Wi-Fi: Rápido, Seguro e Fácil de Gerenciar

Impulsione a Experiência do Usuário de Wi-Fi: Rápido, Seguro e Fácil de Gerenciar

Leia mais
Os sete principais riscos de segurança a serem analisados na adoção de aplicações SaaS

Os sete principais riscos de segurança a serem analisados na adoção de aplicações SaaS

Leia mais
Ransomware Snake paralisou indústrias no mundo todo

Ransomware Snake paralisou indústrias no mundo todo

Leia mais