O desenvolvimento e expansão da tecnologia encontram-se presentes dentre as tendências mais fortes de crescimento do mercado moderno. Os profissionais da área já podem perceber essa crescente demanda, já que os setores de TI passaram a atuar de forma estratégica no desenvolvimento de novas soluções para o negócio. Surge daí a importância de tratarmos o assunto dos indicadores de desempenho.

Nesse contexto, o principal desafio para as empresas é o de manter um sistema sempre ativo e trabalhando com segurança, sendo que qualquer tipo de falha pode atrapalhar na produtividade das equipes. Em busca de esclarecer essas questões, abordaremos, de forma explicativa, algumas métricas de TI e como utilizá-las no dia a dia da sua instituição. Venha acompanhar!

Afinal, o que são indicadores de desempenho?

O principal objetivo dos indicadores é a avaliação qualitativa de eficiência dos processos tecnológicos desenvolvidos em uma empresa. Basicamente, existem quatro pontos chave que toda métrica deve abordar, e são eles:

  1. Performance da infraestrutura e sistemas;
  2. Produtividade e envolvimento das equipes;
  3. Sustentabilidade financeira;
  4. Disponibilidade e resultados dos serviços internos.

Esse conjunto de informações se mostra extremamente valioso uma vez que permite aos profissionais uma atuação direta e precisa diante de qualquer problema na rede. Além disso, os custos de implantação dessa tecnologia costumam ser bem competitivos, tendo em vista os benefícios abarcados por ela. Sem dúvidas é um bom investimento.

Principais métricas de TI

Como já falamos, adotar métricas de TI pode fazer com que uma empresa alcance um importante destaque em seu mercado. É preciso conhecer a principal divisão dos indicadores, bem como entender as formar de tirar proveitos de tais recursos.

Elencamos os dois principais grupos de métricas, confira:

KPI (Key Performance Indicators)

São Indicadores Chave de Desempenho, responsáveis por mensurar a qualidade e taxa de resposta dos processos tecnológicos perante os objetivos de cada organização. Podem ser separados em alguns grupos, tais como:

  • Eficiência das chamadas ao setor de TI;
  • Uptime dos serviços;
  • Performance do sistema de proteção.

KGI (Key Goal Indicators)

A tradução da sigla é: Indicadores Chave de Objetivo/Sucesso. Os KGIs são responsáveis por quantificar os resultados dos recursos de TI. Diferentemente do conceito anterior, em que o foco é o desempenho, essa métrica demonstra se a infraestrutura e sistemas da empresa atingiram suas metas de desenvolvimento.

Ao identificar um índice negativo, a empresa pode se preparar de antemão para substituir recursos obsoletos, evitando custos posteriores.

Como começar a avaliar?

O primeiro passo é buscar um serviço especializado e que possa atender às demandas específicas do seu ramo de atividade. Assim como qualquer indicador de desempenho, as métricas de TI precisam ser baseadas em uma fonte confiável.

É também importante definir qual é a periodicidade de cada avaliação, já que alguns processos precisam ser acompanhados mais de perto, como a segurança da informação, enquanto outros podem ser apurados em um prazo maior, por exemplo, o desempenho genérico do sistema.

E então, leitor? Podemos perceber como é importante o uso de métricas de TI em um negócio. Agora nos diga: sua empresa já adota essas práticas? Quer agregar mais valor à sua atividade? Deixe seu comentário e conte para nós!