O setor de cibersegurança cresce mundialmente à medida que se fazem cada vez mais necessários procedimentos de prevenção e combate aos ataques digitais. As ameaças podem arruinar com os dados de empresas de diversos segmentos, trazendo prejuízos realmente significativos.

Por isso, o investimento com profissionais de cibersegurança é necessário, uma vez que o custo é justo diante dos benefícios captados. Essa área de atuação profissional está em franco crescimento, abrindo muitas oportunidades no mercado.

O post a seguir mostrará tudo o que você precisa saber sobre a cibersegurança e sua relevância e como ela tem oferecido vagas de trabalho. Acompanhe a leitura!

O cenário dos crimes cibernéticos no Brasil

Infelizmente, o Brasil conta com números significativos de crimes cibernéticos no cenário mundial. Uma pesquisa da Norton, especialista mundial no assunto, revelou que, em 2017, o número de vítimas desses atos chegou a 42,4 milhões só aqui no país, gerando um prejuízo de US$ 10,3 bilhões.

Além de ataques a bancos de dados empresariais, esses crimes acontecem de maneiras menores, mas sempre com prejuízos financeiros, como ataques de clonagem de cartões de créditos e desvios de quantias de contas online.

O risco desses ataques se tornam ainda maiores quando analisamos o cenário atual de usuários de internet no Brasil, que, hoje, chega a 107,9 milhões, segundo a pesquisa TIC Domicílios 2016. O número impressiona ainda mais em comparação com os resultados de 2015 da pesquisa, quando constatou-se 102 milhões de usuários. Ou seja, houve um significativo aumento de 3 milhões de pessoas usando a rede.

Logo, com o crescimento do número de acessos à internet a cada ano, por diferentes meios — computadores, tablets, smartphones —, naturalmente, aumentam as possibilidades dos crimes cibernéticos.

Smartphones se mostram vulneráveis

Os celulares estão frequentemente sujeitos a invasões, especialmente por meio de aplicativos maliciosos. Segundo a empresa Micro Trend cresceu em 31% o número desses aplicativos de conteúdo malicioso para Android, isso no primeiro trimestre de 2017.

Segundo o mesmo estudo, os crimes mais recorrentes são os de malwares bancários, que roubam dados dos usuários e causam muitos prejuízos. Com base nesses números, a consultoria concluiu que o Brasil estaria em 5º lugar entre os países com maior incidência de crimes virtuais.

O crescimento do setor diante da demanda

Naturalmente, com um índice preocupante de ataques, a área de cibersegurança cresce muito no Brasil, gerando cada vez mais oportunidades para os profissionais especializados no combate a esses crimes.

Diante das impactantes estatísticas, a necessidade de contar com essa proteção é grande, o que acaba tendo um resultado positivo para o crescimento do setor. Ainda que o número de desempregos chegue a 13,1 milhões de brasileiros, a cibersegurança vai na contramão do mercado e, ainda, pagando salários generosos.

A consultoria empresarial Deloitte divulgou que, até 2019, o mercado mundial do setor abrirá cerca de 1,5 milhão de vagas para variados cargos dentro do segmento de cibersegurança. Os números são tão altos quanto os de ataques, então, esse pode ser um sinal de boas oportunidades.

Oferta de vagas é alta para número de candidatos

A relação de candidatos por vaga nessa área é muito pequena se comparada com outros segmentos. Segundo dados da empresa Cybersecurity Nexus, dos Estados Unidos, 59% das organizações de cibersegurança do mundo têm cinco candidatos para cada vaga.

Em outros setores, esses números geralmente são bem maiores. Ou seja, o indicador deixa bem clara a escassez de profissionais especializados que o setor vive. E quando algo assim acontece, o caminho natural conduz para vencimentos bem acima do de segmentos mais saturados.

Baixa procura resulta em bons salários

A cibersegurança une fatores como a defasagem de mão de obra especializada à necessidade de um conhecimento muito específico e, desse modo, apresenta salários significativos, que tornam ainda mais interessante esse setor.

No início de 2017, a consultoria Robert Half divulgou a média de vencimentos dos profissionais da área. Um analista, um dos cargos iniciais no segmento, consegue salários na casa dos R$ 3,1 mil, enquanto os gerentes de segurança têm vencimentos de cerca de R$ 22 mil.

O profissional dessa área precisa ser alguém antenado, inovador, criativo e incansável, sedento por conhecimento constante, já que o setor trabalha com atualizações para que as técnicas e os procedimentos de proteção contra os ataques sejam sempre relevantes às organizações.

A importância das políticas de cibersegurança

Diante dos dados que vimos neste artigo, fica mais fácil ter uma noção da importância das políticas de cibersegurança de uma empresa. Os prejuízos de ataques via web são enormes e atingem cada vez mais empresas ao redor do mundo.

Ainda que não se tratem de desvio de dinheiro em um primeiro momento, a maneira como algumas investidas afetam sistemas de computadores geram grandes problemas de funcionamento, propiciando prejuízos indiretos.

Um dos principais casos recentes foi o de um vírus ransomware, o WannaCry, que atingiu mais de 230 mil sistemas ao redor do mundo, mostrando sua força e ligando o alerta para a importância da cibersegurança.

Políticas precisam ser completas

É importante que as políticas de cibersegurança sejam abrangentes, minimizando o máximo de riscos dentro de uma organização. Por vezes, essa preocupação é somente com a vulnerabilidade dos sistemas, entretanto, o fator humano também precisa ser levado em consideração.

As consultorias e os setores de cibersegurança precisam dar cada vez mais atenção ao usuário e à maneira como ele se relaciona com os dispositivos e os sistemas. Um estudo recente de uma empresa do segmento, a Flipside, apontou que cerca de 27% dos casos de invasão de sistemas acontecem por falha humana.

Quanto mais moderno o tipo de abordagem do ataque, mais vulnerável fica o usuário, incapacitado de identificar uma possibilidade de risco. Por isso, é fundamental que existam a consultoria e o treinamento aos funcionários dentro das empresas. Desse modo, a equipe se manterá atenta às ameaças e ao modo como elas se apresentam.

Com boas práticas, um setor de cibersegurança capacitado e profissionais de qualidade, é possível se ver longe de ameaças do tipo e manter os sistemas e os colaboradores sempre protegidos.

Gostou do conteúdo deste post? Então, aproveite a leitura e entre em contato com a Alerta Security para conhecer as melhores soluções de segurança da informação!