A carreira em cibersegurança abrange os conceitos de Segurança da Informação. Os especialistas nessa área são responsáveis pela proteção dos dados corporativos contra ameaças, tanto internas como externas, e da continuidade do negócio.

Cada vez mais requisitados pelas empresas que dependem dos recursos de TI, os profissionais de cibersegurança são reconhecidos pelo alto conhecimento técnico e, de certa forma, pela capacidade de antever riscos e ações dos cibercriminosos.

Portanto, atividades como o monitoramento dos ativos e ambientes de TI, análise de vulnerabilidades e testes de penetração são algumas das principais atribuições desse profissional.

Identificou-se com a área? Acredita que possui as qualidades e características para ter sucesso nessa especialidade? Então acompanhe a seguir 5 motivos para investir na carreira em cibersegurança!

1. Demanda

A oferta de emprego para especialistas em Cibersegurança está em alta e tende a aumentar nos próximos anos. Isso é um reflexo sobretudo da percepção das empresas quanto à importância de blindar a TI como um todo.

Em 2017, por exemplo, muitas organizações começaram a ter essa consciência ao se sentirem ameaçadas pelos ataques de ransomware e outros tipos de ataques  desastrosos.

De acordo com a estimativa da Cybersecurity Venture, cerca de 3,5 milhões de vagas serão abertas no mercado para quem tem carreira em cibersegurança.

2. Concorrência

Embora a quantidade de oportunidades para os próximos anos seja consideravelmente alta, é previsto que, tal como no presente, haja um grande déficit de pessoas capacitadas para preencher a lacuna.

Por mais que a escassez de especialistas aptos a assumir essa ocupação desfavoreça as empresas, é um motivo e tanto para atrair novos interessados em fazer parte da seleta classe de profissionais de cibersegurança.

Entretanto, não se engane ao achar que bastará aprender o básico para conseguir espaço no mercado ou que existem poucos profissionais porque faltam interessados. O déficit existe porque a maioria dos candidatos não está preparada para o trabalho, ou seja, as empresas querem pessoas bem gabaritadas e que não precisem de treinamentos.

3. Remuneração

Profissionais de cibersegurança estão entre os mais bem remunerados do mercado. Isso se deve a três motivos:

  • o crescimento da área;
  • o déficit de profissionais mencionado no tópico anterior;
  • os requisitos para se tornar um profissional preparado.

Ou seja, a dificuldade em formar profissionais gera o gap que, por sua vez, inflaciona os salários — ainda mais num mercado que precisa deles com urgência.

Segundo pesquisa feita pela Mondo, a remuneração para gerentes, analistas e engenheiros varia de US$ 80.000,00 a US$ 100.000,00 por ano. Logo, o mercado exterior pode ser uma ótima alternativa para prosperar na área.

4. Abrangência

Assim como a maioria das áreas de TI, a cibersegurança é bastante abrangente, ou seja, não se resume a um tipo de atribuição ou cargo.

Sua carreira em cibersegurança pode ter enfoque forense, na análise de redes, engenharia, no gerenciamento de segurança da informação, testes de penetração, entre outros.

Esse fator deve ser encarado como ótimo benefício para a carreira, visto que o profissional consegue optar pela especialização de acordo com a demanda ou a identificação com as atividades pertinentes.

5. Futuro

Nos últimos anos, o mundo teve a infelicidade de receber uma amostra da letalidade dos ataques cibernéticos, a ponto de prevermos problemas de magnitude similar ou até maior no futuro breve.

Portanto, ao iniciar a sua carreira em cibersegurança, você terá entrado numa área cada vez mais imprescindível às empresas. A tendência é que todos os departamentos de TI contem com pelo menos uma equipe de Segurança da Informação.

Como ter sucesso na carreira em cibersegurança

Tenha em mente que o caminho para adquirir expertise é longo e requer muita dedicação, perseverança e experiência. Nada acontecerá da noite para o dia.

Se você é um entusiasta no que diz respeito à Segurança da Informação, comece a estudar o funcionamento básico de aplicações, de modo a compreender todos os aspectos, e a partir desse conhecimento aprenda a analisar a vulnerabilidade do objeto.

Conforme estiver preparado para avançar nos estudos, comece a investir nas certificações de segurança, como CompTIA Security+ e Certified Ethical Hacker — elas são essenciais para a carreira em cibersegurança.

Gostou do conteúdo? Siga-nos no Twitter e Facebook para manter-se sempre bem informado!