Veja como se proteger dos ataques DDoS

Os ataques DDoS (Distributed Denial of Service) — em português, Negação de Serviço Distribuído — são uma forma de esgotar todos os recursos disponíveis de um sistema, serviço de rede, aplicativo ou site, utilizados por cibercriminosos para que seus usuários não consigam obter acesso, tornando-os virtualmente inacessíveis.

E o Brasil é o terceiro país onde esse tipo de ataque mais ocorre, segundo pesquisas da Nexusguard. Quer se proteger dessa praga virtual na sua empresa? Então continue a leitura!

Como ocorrem os ataques DDoS?

A premissa desse tipo de ameaça virtual é sobrecarregar o sistema corporativo, para que ele não suporte a demanda e sofra uma pane completa. Para tal, o DDoS lança uma grande quantidade de informações até que o site que ele deseja atingir entre em total colapso.

Isso é realizado da seguinte forma: o DDoS “escraviza” diversos computadores, que passam a atuar como zumbis, tentando acessar um mesmo site/sistema ao mesmo tempo, para que ele caia e deixe a empresa de mãos atadas.

Quais são as consequências de um ataque DDoS?

Um ataque DDoS é um vilão para a continuidade dos negócios. Como nos dias de hoje praticamente todas as organizações dependem da internet para trabalhar, a disponibilidade de sites, aplicativos e sistemas é fundamental para que os colaboradores realizem suas atividades.

Então, quando ele efetivamente ocorre, provoca indisponibilidade total, impedindo o acesso ao sistema corporativo, afetando inclusive o Customer Relationship Management (CRM) e Enterprise Resource Planning (ERP).

Na prática, isso representa a interrupção da produção e da produtividade do setor de TI (e de todos os outros que dele dependem), além de resultar em fornecedores e clientes irritados.

Quando esse tipo de problema ocorre, significa que o negócio tem vulnerabilidades na TI. Por isso, enquanto você não aplicar soluções robustas de segurança, hackers continuarão invadindo seu sistema.

Como se proteger de ataques DDoS?

Existem algumas estratégias que podem ser utilizadas na organização para evitar esse tipo de ameaça, mantendo a continuidade e a confiabilidade do setor de TI. Veja:

Aposte em uma maior largura de banda

A maneira mais simples que clientes corporativos têm de se proteger contra ataques DDoS é se certificando que há uma elevada largura de banda na conexão com a web da empresa para atender a demandas de tráfego acima da média. Isso é importante para se prevenir contra as ameaças em baixa escala.

Invista em uma conexão reserva

Nada como uma conexão backup para proteger o setor de TI dos ciberataques. Com endereços de IP separados, seu negócio ganha um caminho alternativo, caso o principal seja atacado por agentes maliciosos.

 

Aprenda a identificar um ataque

É importante que gestores e colaboradores de TI sejam capazes de identificar situações de anormalidade e possíveis tentativas de invasão. Quanto mais cedo identificados, menores os danos provocados por ataques DDoS.

Portanto, se familiarize com a análise de tráfego de entrada nas redes da empresa. Assim, você e outros funcionários responsáveis pela TI identificarão facilmente anomalias no sistema, como picos e surtos de visitantes no site corporativo, o que pode ser um indício do ataque.

Use sistemas de detecção de intrusos na rede

Uma das melhores formas de evitar ataques DDoS é com a instalação de um software para a detecção de intrusos na rede. A maioria dessas soluções fazem a verificação da conexão, impedindo que solicitações maliciosas cheguem até suas páginas e redes principais.

Adquira um serviço de proteção remota

Ao utilizar um serviço remoto, você evita grandes dores de cabeça no futuro. Eles têm ferramentas de monitoramento, prevenção e proteção específicos, conseguindo até mesmo impedir a continuidade de ataques DDoS em curso.

Como as empresas dependem do setor de TI e da internet para manter suas operações e continuidade dos negócios, é importante investir em tecnologias de segurança, para evitar ataques DDoS e outras ameaças virtuais, cada vez mais sofisticadas.

Se você gostou do post e das dicas, siga-nos nas redes sociais — Twitter e Facebook — e fique sempre por dentro das novidades do blog!

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

RECEBA NOSSAS NOVIDADES