Uma das maiores preocupações dentro das empresas nos dias atuais é manter a segurança de suas informações. Com todas as novas tecnologias em destaque, como Internet das Coisas, redes sociais, ambiente em nuvem, manter a informação segura se torna cada vez mais difícil e importante para as organizações.

Com tantos dados em meio digital, uma saída para se manter a salvo de invasões e roubos de informações pode ser a implantação de uma arquitetura de segurança adaptável.

No post de hoje nós vamos mostrar para você o que é e como implementar esse modelo de proteção na sua empresa para evitar problemas com perda de dados, garantindo a agilidade dos processos. Boa leitura!

Arquitetura de segurança adaptável

Podemos conceituar esse termo como uma abordagem que busca oferecer proteção a toda a informação que circula pelo ambiente da empresa a todo tempo garantindo a segurança das potenciais vulnerabilidades de um sistema.

Em vez de agir após a ocorrência de um ataque, nesse modelo de proteção a ideia é prevenir possíveis invasões, adaptando as rotinas de segurança conforme as próprias plataformas de TI utilizadas pela empresa.

Basta que você pense, qual a última atualização de software ocorrida em sua empresa? Qual a última atualização das políticas de segurança? Essas duas mudanças têm de ocorrer sempre simultaneamente.

Princípios dessa abordagem

A realidade da área de TI das companhias hoje é formada por uma série de equipamentos inteligentes e softwares integrados entre si. Dessa maneira é preciso pensar a segurança de maneira ágil e flexível na busca pelo objetivo de proteger sua informação. Entre os princípios dessa abordagem podemos citar:

  • buscar maneiras inteligentes de prevenir ataques;
  • levantamento de riscos;
  • proatividade na análise de sistemas e vulnerabilidades;
  • manutenção de softwares críticos em ambientes de isolamento;
  • capacitação dos profissionais;
  • adoção de rotinas de resposta a ataques;
  • reavaliação constante das políticas de segurança;
  • comunicação permanente entre os setores da empresa.

Uma rotina de proteção bem implementada permite ao colaborador da área de TI monitorar com eficiência todos os processos, encontrando possíveis gargalos que demandem por melhoria, garantindo a prevenção dos riscos e a rápida resposta a qualquer evento negativo que venha a atingir a companhia.

Implementação

Implementar uma abordagem de segurança adaptável é uma tarefa custosa em termos financeiros, mas exige de toda a equipe de trabalho um alto nível de comprometimento.

Para realizar a implementação, deve-se seguir os princípios já descritos, objetivando alimentar 4 competências básicas da segurança adaptável. Citaremos elas a seguir:

  • prevenir: é necessário poder estar prevenido contra eventos de quebra de segurança;
  • detectar: deve ser possível visualizar o momento em que dados sejam roubados, sequestrados ou corrompidos;
  • corrigir: ao verificar qualquer vulnerabilidade, ela deverá ser corrigida rapidamente;
  • prever: é necessário prever as falhas de segurança que poderão ocorrer ao adotar qualquer novo processo ou tecnologia.

Acreditamos que você possa ter visualizado a importância da arquitetura de segurança adaptável com as informações repassadas neste texto. Compartilhe esse post com seus amigos e colegas nas redes sociais para que eles também possam conhecer os benefícios de uma abordagem de segurança adaptável!