Não precisar usar fios para conectar diversos dispositivos, é uma comodidade enorme proporcionada pela rede wireless, mas é preciso adotar algumas medidas para manter a segurança e, assim, não correr risco de ter sua conexão invadida por pessoas indesejadas.

Além disso, vamos dar algumas dicas para melhorar a qualidade do seu sinal e, assim, usar a rede com mais qualidade. Para aproveitar melhor nossas recomendações, tenha em mãos o manual e a senha de administração do seu roteador, já que os procedimentos podem variar de modelo para modelo.

Tudo pronto? Então vamos lá!

1. Troque a senha de administrador do seu roteador

Nós falamos no começo que você precisaria da sua senha de administrador para seguir algumas das nossas dicas, e é muito provável que tanto o nome de usuário quanto a sua senha sejam admin. Esse é o padrão da grande maioria dos modelos disponíveis no mercado, e pouca gente se preocupa em alterá-lo.

Isso é muito perigoso. Se um estranho souber sua senha de administrador sua rede estará vulnerável, pois ele poderá alterar as configurações do roteador e monitorar o seu tráfego. Um invasor conseguiria até mesmo alterar a senha do seu wifi com facilidade, impedindo que você se conecte. Sendo assim, consulte o manual do dispositivo e troque já a sua senha!

2. Atualize o firmware do aparelho

O firmware é um pequeno sistema responsável por controlar o seu aparelho e mantê-lo funcionando. É ele que você acessa quando faz as configurações da sua rede, por exemplo. Versões antigas do firmware podem conter falhas de segurança e bugs que facilitam a invasão à sua rede e a captura de arquivos trafegados nela, então é fundamental mantê-lo sempre atualizado.

Em certos modelos a atualização é bem simples, basta acessar o painel de configurações e procurar pela opção correspondente. Em outros casos o processo é mais trabalhoso: você deve acessar o site da fabricante e fazer o download do arquivo manualmente. Então, você envia o arquivo através das configurações do aparelho e, só então, faz a atualização.

3. Configure sua rede wireless com criptografia WPA-2

Normalmente quando configuramos uma rede wireless, o roteador nos dá algumas opções de criptografia: WEP, WPA e WPA-2 são os mais comuns. Escolha sempre a última opção, que possui um algorítimo mais avançado e proporcionará mais segurança à sua rede. Na verdade, o protocolo WEP atualmente é tão fácil de ser quebrado que especialistas consideram esse modo quase tão inseguro quanto não ter uma senha.

No painel de controle do aparelho (normalmente acessado digitando o endereço 192.168.1.1 ou 192.168.0.1 no navegador), procure a área relacionada ao wifi e escolha a opção mais segura. Não é necessário alterar a senha da rede

4. Procure o canal mais livre para melhorar a velocidade

As redes sem fio podem ser configuradas em até 13 canais, dependendo da sua região. Encontre aquele que está sendo menos utilizado e, então, configure sua rede nele. Assim você diminui a interferência, já que a frequência do roteador também é utilizada por outros dispositivos, como telefones sem fio, mouses wireless, entre outros.

Normalmente, os melhores canais são o 01, 06 e 11, que não são sobrepostos por outros. Mas o melhor é usar um aplicativo como o InSSIDer para Android ou o Fing para iPhone e, assim, encontrar o canal mais vago onde você está.

5. Encontre um lugar central e longe de interferências

As frequências em que uma rede wireless trabalha não estão livres de interferências, e isso é um fator muito importante para a qualidade da sua conexão. Armários de metal, microondas, geladeira e até paredes estão entre os causadores de interferências, que atrapalham a qualidade do sinal, então posicione o seu dispositivo longe desses objetos.

Também é fundamental posicionar o roteador numa área central, pois o sinal do wifi é emitido para toda área em volta da antena e, estando no centro, são maiores as chances dele alcançar as extremidades do lugar, garantindo acesso à rede para todos os dispositivos presentes.

Bom, agora que você já conhece as melhores práticas para gestão da sua rede wireless, que tal entender mais sobre segurança digital?